Apoio e Acompanhamento Psicológico

De acordo ao protocolo firmado entre ao Centro de Educação Delta Cultura (CEDC) e a Delegação do Ministério da Educação e Desporto do Tarrafal (DMEDT), esteve esta semana em visita ao CEDC, a Srª. Janete Fortes, psicóloga da DMET, para um primeiro contacto com as crianças e jovens do mesmo centro. Durante cerca de 1h30 […]

De acordo ao protocolo firmado entre ao Centro de Educação Delta Cultura (CEDC) e a Delegação do Ministério da Educação e Desporto do Tarrafal (DMEDT), esteve esta semana em visita ao CEDC, a Srª. Janete Fortes, psicóloga da DMET, para um primeiro contacto com as crianças e jovens do mesmo centro.

Durante cerca de 1h30 mais coisa menos coisa, a psicóloga que também presta este tipo de serviço a outras escolas do concelho, pode assim construir um diálogo bastante aberto com os cerca de 8 crianças/jovens com idade entre os 12 e 17 anos de idade que participaram desta consulta.

Do diálogo que foi bastante rico em opiniões, onde se questionou sobre muitas coisas, inclusive sobre o dever do estudo, os sonhos de cada um, a vida do dia-a-dia e mais, ouviram-se respostas também bastantes interessantes como, como por exemplo sobre o que pensam ser futuramente.

Para alguns, ser jogador de futebol como o Babanco, Neymar e um sonho de criança que se espera ver concretizado, mas outros viram para profissões digamos mais talhada a realidade do nosso pais como, professor, condutores e outros tantos.

A conversa com um dos participantes sobre como achava sobre tal visita da psicóloga, este na casa dos 12 anos, considera bastante importante a iniciativa e deixou ver também que, há ainda crianças/jovens que continuam comportando mal apesar dessas conversas.

Questionado sobre o que se deveria fazer para ultrapassar estas e outras situações do género, este responde em bom crioulo “E pa dal ku po”, insistindo na conversa, perguntado de novo se haveria outra forma de lidar com tal fenómeno sem recurso a violência este responde que essas crianças carecem de uma educação adequada.

De realçar que, os que participam deste programa, são crianças e jovens alguns com sérios problemas psicológicos, mas outros, considerados os que já caminham para o considerado comportamento desviante, e ainda aqueles com comportamentos considerados não tão bons, na ala escolar e social.

Tais visitas do género, continuarão com diversas sessões todas as quartas e sextas-feiras em cada semana de acordo com o programa pré definido entre as partes envolventes, incluindo diversas actividades das quais, as pequenas sessões de formação para os animadores que lidam com essas crianças, o encontro com os pais e encarregados de educação dos mesmos, sessões de orientações tanto escolar e profissional e ainda muitas palestras de temas como a Sida, a Gravidez Precoce, a  Sexualidade e ainda o Namoro .

Agradecemos assim, tanto a psicóloga Janete, como a DMEDT nessa luta.

-->

Evento da Peace One Day pela Delta Cultura

Acordado por muitos, a campanha Peace One Day deste ano foi um sucesso retumbante, e a Delta Cultura como sendo apoiante desta causa nobre não podia estar indiferente a este sucesso. Sendo assim, a Delta Cultura vem por este meio partilhar desse respectivo sucesso, pela sua colaboração na expansão dessa campanha para ambiente mais desconhecidos […]

PALESTRA: Delinquência Juvenil

Numa altura em que a cidade do Tarrafal passa por algumas turbulências derivado de actos de violência, algumas crianças/jovens do Centro da Educação Delta Cultura (CEDC), estiveram a conversa com António Costa, sobre o tema delinquência juvenil, acto que em muito está associado à violência. Na companhia de um grupo rondando quase duas dezenas de […]

Numa altura em que a cidade do Tarrafal passa por algumas turbulências derivado de actos de violência, algumas crianças/jovens do Centro da Educação Delta Cultura (CEDC), estiveram a conversa com António Costa, sobre o tema delinquência juvenil, acto que em muito está associado à violência.

Na companhia de um grupo rondando quase duas dezenas de participantes, dos 10 aos 15 anos de idade dos dois géneros, o orador da palestra, contando com a ajuda dos mesmos, pôde assim obter variadíssimas visões que se tem desse tema, considerada bastante preocupante, e um indício muito forte aquando se trata do tema violência.

Das mais simples questões como, o que são pequenos roubos, quais as consequências desses actos, que opções estão disponíveis para que não as de cometer tais actos, a perguntas mais complexas que envolvem já grandes assaltos e roubos, dentre outras questões foram tratadas na sessão que não durou mais do que 1 hora.

Nessa senda, o CEDC compromete-se como sempre a fazer muitas sessões de esclarecimentos  do tipo, e está aberto a propostas sobre realização dessas sessões por parte de outras instituições no CEDC bem como de pessoas particulares.

-->